Pacientes e familiares » Prevenção do AVC » Atividades físicas e obesidade

AVC E ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Dieta e orientação nutricional para AVC - Acidente Vascular Cerebral

28/04/2021


AVC e a alimentação saudável 


Uma alimentação saudável é capaz de prevenir o AVC. 

Saudável não significa necessariamente ser dispendioso, é possível ter uma boa alimentação com um bom custo-benefício e isso vai muito além de comer apenas alface e tomate na refeição.



Alimentação como prevenção


Importante atentar para a necessidade da educação alimentar e mudança de hábitos, para prevenir não só o AVC – Acidente Vascular Cerebral, mas muitas outras doenças.  Os hábitos alimentares vêm desde a infância do indivíduo, passando de pais para filhos através de inúmeras gerações. Reaprender a comer é primordial, evitando  dietas restritivas por período pre determinado.

Uma mente aberta para mudanças necessárias ajudarão a repensar sobre a alimentação, não esquecendo que consultas médicas periódicas e exames rotineiros são importantes para a prevenção do AVC e outras comorbidades.


Após o evento do Acidente Vascular Cerebral

 

Após a alta hospitalar, é preciso ter uma alimentação que traga benefícios para esta fase de  recuperação, pois, caso ela seja muito restritiva, a pessoa que sofreu o AVC poderá perder massa magra  e durante a reabilitação não terá força necessária para realizar as atividades. Um equilíbrio na alimentação evitará essas perdas.

O que é uma alimentação balanceada?

É uma alimentação que contem quantidades adequadas de todos os grupos alimentares. As próximas dicas são gerais, mas deve-se levar em conta a individualidade de cada um (como a existência de doenças preexistentes  como diabetes, hipertensão ou colesterol elevado). 

Alimentos saudáveis para a prevenção do AVC
Alimentos saudáveis para a prevenção do AVC


Além disso, atenção especial deve ser dada à quantidade de sal colocada nos alimentos. Após o AVC, o controle da ingestão de sódio deve ser ainda mais rígido, principalmente nos primeiros 3 meses.

 

Controle do sódio na prevenção do AVC ou do segundo AVC
Controle do sódio na prevenção do AVC ou do segundo AVC


Sugerimos minimizar o consumo de carnes vermelhas,  cujo excesso pode potencializar o risco de AVC. O acompanhamento do nutricionista vai analisar essas questões de forma personalizada, mas a recomendação em geral é que o consumo seja uma vez por semana, no pós AVC e a cada 15 dias nos primeiros 3 meses após o evento do acidente vascular cerebral.

O consumo de doces deve ser limitado,  uma das razões para esta recomendação  é a alteração do  funcionamento intestinal. O açúcar não causa mal apenas para os diabéticos e deve ser banido no período pós AVC. O consumo de açúcar recomendado é uma ou duas vezes semanais, pois leva o organismo no processo de oxidação, que dificulta a reabilitação.

AVC e o açucar
AVC e o açucar


O açúcar é considerado um vilão no pós AVC pois ele reduz a neuroplasticidade e a neurogênese, além de inflamar o cérebro. O processo de recuperação do AVC é longo, portanto a recomendação e reduzir um uso mínimo pelo máximo de tempo em sua vida.

Gordura ou alimentos saudáveis? A escolha é sua!
Gordura ou alimentos saudáveis? A escolha é sua!


O consumo de  frituras devem ser excluidas nos 6 primeiros meses, e reduzidas no primeiro ano após o Acidente Vascular Cerebral.

Controle de produtos industrializados e em conserva: pós-AVC, uso mínimo, preferencialmente eliminar seu consumo. Dê preferência a alimentos in natura

Salsicha e linguiça:  Como contem gordura saturada em demasia, o  seu consumo deverá ser mínimo até mesmo na fase de prevenção , uma vez ao mês no máximo e no pós-avc o consumo deve ser  anda mais limitado,  principalmente nos primeiro 6 meses.


Medicação e Alimentação
Medicação e Alimentação

O alimento pode interagir com a medicação  e ter seus efeitos potencializados ou reduzidos. Os anticoagulantes são uma classe que precisam de uma atenção muito grande. Por isso, sugerimos acompanhamento nutricional individualizado e alertamos para os riscos de consumir receitas gerais disponibilizadas na internet.

Atividade física  três vezes na semana,  durante quarenta minutos,  pelo menos.

Fazer  cinco  refeições diárias :   café da manha equilibrado e rico em  fibras, mini-lanche, almoço repleto de  vegetais, mais um lanche no meio da tarde e o  jantar equilibrado.

Nessas refeições haverá aporte nutricional de vitaminas, minerais e fitoquímicos das plantas que são benéficos para o nosso organismo. Uma quantidade de refeições reduzida pode prejudicar a recuperação e facilitar um novo AVC.

Quando o AVC vem acompanhado  de  outros problemas como diabetes, hipertensão, fibrilação atrial ou colesterol alto é  essencial o acompanhamento de um profissional nutricionista para a individualização do plano alimentar.

Alimentos coloridos
Alimentos coloridos
palestra sobre nutrição e a prevenção do AVC ou do segundo Acidente Vascular Cerebral


Este vídeo faz parte da palestra da SEMANA AÇÃO AVC (evento destinado a pacientes e familiares de AVC, promovido pela Associação AÇÃO AVC), proferida por João Paulo Cecato, nutricionista que sofreu dois AVCs isquêmicos, ( em 2002 e  2010)