Aguarde. Carregando informações.

Ação AVC

Terapia Ocupacional e o AVC

O paciente que sofreu um AVC pode apresentar diversas sequelas, que muitas vezes, irão prejudicar suas habilidades em seguir uma rotina diária, desempenhar papéis sociais e tarefas de automanutenção e lazer.

Quando isso ocorre, a Terapia Ocupacional torna-se fundamental no processo de reabilitação, uma vez que visa resgatar o papel do indivíduo dentro da sociedade, bem como estimular o máximo de independência e autonomia nas atividades de vida diária (AVD's), ou seja, a Terapeuta ocupacional é o profissional responsável por modificar as funções físicas e sociais dos pacientes que sofreram AVC, e com isso, consequentemente melhorar a qualidade de vida do indivíduo.

O tratamento é baseado em diversas abordagens de reabilitação motora, cognitiva, prescrição de equipamento e/ou adaptação ambiental, órteses para membros superiores e treino das atividades de alimentação, higiene pessoal e vestimentas conforme a demanda e interesse de cada paciente.

O fato de não procurar a Terapia Ocupacional diante dessas dificuldades, pode ter consequências irreversíveis no processo de reabilitação do indivíduo, uma vez que o diagnóstico e tratamento precoce estão diretamente relacionados a um melhor resultado terapêutico.

Flavia Hohl – Terapeuta Ocupacional formada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Dúvidas Frequentes

  • AVC ou Derrame Cerebral?

    O Acidente Vascular Cerebral, é também conhecido como Derrame, ou Acidente Vascular Encefálico (AVE). É importante saber que a busca da informação é necessário, para prevenir e para saber como agir em caso de que ele ocorra.

    Em nosso portal você pode ter todas essas informações e compartilha-las.

  • Quem poder sofrer um AVC?

    Todos nós podemos sofrer de um Acidente Vascular Cerebral por isso devemos nos prevenir, mas fique atento ao grupo de pessoas que são consideradas com fatores de riscos

    Grupo de risco não modificável

    • Idosos

    • Sexo masculino

    • Baixo peso ao nascimento

    • Negros (por associação com hipertensão arterial maligna)

    • História familiar de ocorrência de AVC

    • História pregressa de AIT

    • Condições genéticas como anemia falciforme

    Grupo de risco modificável

    • Hipertensão arterial sistêmica

    • Tabagismo

    • Diabetes Mellitus

    • Dislipidemia

    • Fibrilação atrial

    • Outras doenças cardiovasculares

    Grupo de risco potencial

    • Sedentarismo

    • Obesidade

    • Uso de contraceptivo oral

    • Terapia de reposição hormonal pós-menopausa

    • Alcoolismo

    • Aumento da homocisteína plasmática

    • Síndrome metabólica por aumento da gordura abdominal

    • Uso de cocaína e anfetaminas

  • Como posso saber se alguém está sofrendo de um AVC?

    Sinais de alerta do AVC

    O teste SAMU é uma maneira fácil para que todos possam lembrar e reconhecer os sinais de AVC:

    Sorriso – Peça para dar um sorriso. A boca está torta?

    Abraço – Pode levantar os dois braços?

    Música - Peça para cantar ou falar uma frase. A fala é arrastada? Ele entende o que você diz?

    Urgente – Se você identificar qualquer um destes sinais, Urgente ligue SAMU (192), ou vá imediatamente para um hospital preparado para atender casos de AVC. Pense rápido. Aja rápido. AVC é uma emergência médica!